Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

10 Dicas Para Iniciantes No Ecommerce

1. Planejar

Tenha um plano de negócio! Vendas não ocorrem sozinhas! Expor o seu produto e esperar não é a melhor opção. A criação de uma loja virtual pode se tornar tão complexa quanto a criação de uma loja física. Independente de qual seja o seu ramo de atividade, é preciso ter um bom planejamento.

É preciso definir qual é o público, onde está, o que consome, comportamento e qual diferencial que irá oferecer. Além disso, tempo e valor de investimento são fundamentais. Não podemos esquecer das metas, que precisam ser realistas e também administrar qualquer despesa ou lucro.

2. Plataforma

A plataforma é indispensável! Atualmente diversas empresas oferecem esse serviço, então pesquisar e avaliar é fundamental para saber qual a melhor que se adequa ao seu negócio. As mais utilizadas são: SaaS e Open Source.

Para loja virtuais com custos baixos o SaaS (Software as a Service) é a mais recomendada, pois é um modelo de distribuição de software na qual não é vendido e não precisa de instalação diretamente nas máquinas dos clientes, sendo necessário apenas uma conexão à internet. Já para e-commerce com alta necessidade de integração e customização a Open Source é a melhor opção mas exige alto investimento e muito conhecimento técnico em desenvolvimento e arquitetura de servidor.

A Vendlly é uma plataforma SaaS e oferece 15 dias de teste grátis para você conhecer melhor as funcionalidades, além de contar com um suporte que te ajuda na configuração inicial da loja.

Lembre-se sempre que a melhor plataforma é aquela que encaixa ao seu negócio e a sua necessidade.

3. Design

Capriche no layout! A elaboração de um design bem elaborado pode conquistar o cliente de cara! É essencial apresentar a disponibilidade dos produtos, imagens de qualidade, descrição do produto, material utilizado, medidas, peso e embalagens.

4. Meios de pagamento

Quanto mais formas de pagamentos disponíveis no site, mais serão as chances de conversão de venda! Mas é necessário avaliar se a estrutura oferecida suporta administrar tantas formas de pagamento, principalmente para vendas por meios do cartão de crédito. É de extrema importância a contratação de serviços especializados contra fraude (Ex: F Control e Clear Sale).

5. Logística

Separar o produto para envio, qualidade da embalagem e realizar a entrega dentro do prazo mais curto possível, sem sombra de dúvidas, define a qualidade do serviço prestado e gera extrema satisfação ao cliente. Saiba escolher qual será o seu melhor parceiro, ou seja, a empresa que prestará esse serviço. Atualmente os Correios é o maior fornecedor logístico e atende tanto pequenas quanto grandes empresas.

6. Política de privacidade, troca e devolução de produtos

É importante comunicar o seu cliente que não irá vender ou fornecer qualquer tipo de dado cadastrado no site, por esse motivo a política de privacidade é essencial para o e-commerce. Trocas e devoluções são obrigatórias para que não haja desentendimento com o cliente e nem com a lei. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o cliente tem o prazo de até sete dias corridos para se arrepender da compra, contudo o prazo de troca pode ser estipulado pelo lojista que normalmente varia em até 30 dias.

7. Marketing

Desenvolver um planejamento de marketing é necessário para que a loja online ganhe espaço e suas vendas sejam bem sucedidas. Atualmente existem diversas ferrramentas para acompanhar e investir nas técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que é essencial para que as pessoas possam localizar o e-commerce em sites de busca.

Outro caminho são as redes sociais e o SMO (Social Media Optimization). Por meio deles é possível criar um vínculo, interagir e ficar mais próximo do seu cliente, tudo gratuitamente. Porém, tenha cuidado e sempre respeite as normas de utilização de cada uma delas.

8. Certificações de segurança

Ter a certeza que o produto adquirido através do site chegará na residência é uma dúvida e desconfiança muito comum dos novos consumidores. Então, possuir certificações e selos de segurança que demonstrem a garantia do site, tanto como links para redes sociais, fale conosco e telefone é de extrema importânica. Com isso, o novo consumidor pode ter certeza que entrará em contato para confirmar a compra ou existência da loja.

Outro ponto importante é manter o cliente sempre bem informado após a compra, se o pedido já foi expedido ou encaminhado para expedição, confirmar o prazo de entrega, o código de rastreio e qualquer outra informação que você ache relevante.

9. Explore sua plataforma

Tente explorar todas as ferramentas oferecidas pela plataforma adquirida. Uma das opções é disponibilizar o campo para o cálculo do frete e o prazo para entrega. Procure também por ferramentas que sugiram a compra de produtos parecidos com o que o cliente está comprando. Para o segmento de moda, sugira uma peça de roupa ou bolsa e ofereça frete grátis ou pontos de fidelidade.

Você também pode investir no atendimento online para facilitar a compra, além de ser outra ferramenta que confirma que a loja realmente existe. Lembre-se que compras por impulso sempre se tornam vantajosas e irresistíveis!

10. Promoções

O planejamento de promoções é essencial! Portanto, estude, faça um levantamento dos produtos disponíveis em seu estoque e a melhor época para realizar uma promoção. Caso seja inviável, ofereça o frete grátis para todos o Brasil, estipule um valor para esse frete ou apenas para uma localidade. Mas nunca se esqueça de oferecer vantagens ao seu cliente para converter as vendas em fidelização ao site.

1 Comment

  • Allynne
    Posted 31 de agosto de 2020 20:30

    Gostaria de testar os 15 dias

Deixe um comentário