Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O pequeno comerciante e o MEI no e-commerce.

Em um ano atípico vimos o salto em crescimento de vendas on line, a partir de uma necessidade.

Uma grande parcela desses novos empreendedores são MEIs (microempreendedores individuais), segundo as pesquisas o Brasil ganhou mais de 763 mil novos MEIs entre fevereiro e agosto, período da pandemia do novo coronavírus, representando um aumento de 7,83%.

Contrate um sistema de gestão on line, já que o investimento é baixo. Esse sistema integrará os setores e automatizará processos, como emissão de notas fiscais, geração de boletos, fluxo de caixa e até a logística, para que no final do processo, o consumidor tenha uma boa experiência com a sua loja.

Algumas pessoas têm dúvidas se o MEI pode vender em marketplaces, e a resposta é sim, para a maioria! Mas antes, avalie se consegue dispor de preços competitivos aos seus produtos, antes de iniciar o processo de integração aos marketplaces.

Alguns marketplaces exigem, por questão de segurança, a geração do documento para todas as vendas concretizadas. Porém nem todos os MEIs emitem nota fiscal eletrônica (NF-e), que é a exigida. Consulte antes os marketplaces que deseja vender. 

Mas lembre-se: o comércio eletrônico não se resume aos marketplaces e redes sociais! Muito pelo contrário, hoje em dia, plataformas de lojas de comércio eletrônico como a Vendlly, conseguem atender às demandas de muitos lojistas e de seus consumidores, ofertando inúmeros recursos que os ajudam a alavancar seus negócios.

E o mais importante, na Vendlly você só paga uma mensalidade! Aqui não cobramos taxa de comissionamento sobre suas vendas, pois entendemos que quando você quiser um sócio, cabe, exclusivamente, a você, escolhê-lo!

Nós da Vendlly nos preocupamos em dar um suporte mais humanizado para pequenos negócios. O Microempreendedor é uma classificação de pequeno vendedor, por isso precisa estar em canais que valorizam essa categoria.

Nós ainda oferecemos vídeos, artigos, e até treinamentos, caso necessário, para auxiliar o lojista a utilizar a plataforma e compartilham conteúdos que ajudam a criar estratégias de venda importantes para quem está começando a atuar no comércio eletrônico.

O e-commerce é um lugar de muitas oportunidades de venda, mas também de muita concorrência. A integração através do ERP é uma maneira inteligente de ampliar possibilidades de venda e ao mesmo tempo marcar a presença online, ampliando a vitrine a diferentes consumidores. Quando o negócio está integrado a um sistema de gestão único, é possível vender em múltiplos canais sem perder o controle de vendas, estoque, financeiro e logística.

Referência e Obtenção de dados: https://abcomm.org/noticias/principais-dicas-para-o-mei-no-e-commerce/

Deixe um comentário